O Sorriso da Hiena, Gustavo Ávila.

  • Capa comum: 266 páginas
  • Editora: Verus (5 de junho de 2017)
  • Idioma: Português
  • ISBN-10: 8576865947
  • ISBN-13: 978-8576865940

É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem? Uma trama complexa de suspense e jogos psicológicos.

Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitado psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana.
Porém a proposta, feita pelo misterioso David, coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. Para saber se é um homem cruel por ter testemunhado o brutal assassinato de seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a sua, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma no desenvolvimento delas. Mas até onde William será capaz de ir para atingir seus objetivos?
Em O sorriso da hiena, o leitor ficará fisgado até a última página enquanto acompanha o detetive Artur Veiga nas investigações para desvendar essa série de crimes que está aterrorizando a cidade.

Fizemos um diário de leitura em live no Instagram para este livro, vocês lembram? Eu amei a experiência porque não estou acostumada com esse tipo de história e tudo me surpreendeu. Foi uma leitura eletrizante uma verdadeira viagem!

A caracterização das personagens é perfeita, traz uma humanidade e um senso de realidade tão fortes que conseguimos ter sentimentos ambíguos por quase todos os envolvidos na trama. A história é complexa e ao mesmo tempo muito fácil de assimilar porque o autor tem uma escrita fluída, clara e detalhista, sem perder a velocidade.

Não curti muito quando uma das personagens, que é policial, vai até a casa do David sozinha. Acho que um policial não cometeria esse erro aqui no mundo real, e essa foi a única passagem que me tirou da imersão da leitura. 

De resto amei cada detalhe! A história é genial, o retrato das cenas cinematográficas que ainda estão claras e muitos vivas na minha memória, mesmo após quase três meses da leitura, me fizeram eleger este como um dos livros favoritos de 2017.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s