Planejamento de estudos na faculdade a distância

Ooi, pessoal! Tudo bem?

Tenho recebido algumas perguntas sobre planejamento de estudos na faculdade a distância e ia deixar pra contar mais quando terminasse esse primeiro período, mas resolvi mostrar logo para vocês como eu faço e o que dá certo para mim.

Não sei se já falei aqui, mas sou casada,  tenho uma filha peluda que vocês podem conhecer aqui, advogada durante a semana e fotógrafa aos finais de semana, ou seja, minha rotina é super puxada. Estou Deixando o Direito por motivo de não aguento mais, para me dedicar integralmente à fotografia e à faculdade, mas isso só deve acontecer de vez em janeiro. Portanto, até lá minha rotina continuará pesada, e eu vou mostrar agora como faço para não surtar.

O  CEDERJ disponibiliza um calendário que, se a gente seguir certinho, não tem como se enrolar. Eu confesso que me enrolei para o segundo bloco de provas, as AP2, mas segui o calendário à risca para o primeiro bloco, as AP1, e deu tudo certo, tirei ótimas notas e ainda consegui separar as últimas semanas antes das provas para revisão.

No consórcio a gente recebe duas apostilas de cada matéria que vem com as aulas, assim:

dsc_0544

E cada matéria disponibiliza um calendário para a gente seguir, assim:

calendario-academico
Calendário de Português 1

Vejam neste quadro que, para cada semana, tem uma sugestão de aulas para serem estudadas, por exemplo, na semana de 18 de julho, quando começou o calendário acadêmico do curso, o quadro sugere que estudar as aulas 1 e 2 da unidade 1, na semana do dia 25 de julho, estudar as aulas 3 e 4, e assim sucessivamente, lembrando que cada matéria tem um calendário com esse tipo de sugestão. Veja o calendário de linguística:

calendario-linguistica
Calendário acadêmico de Linguística 1

Vejam que na mesma semana do dia 18 de julho que eu tive que estudar duas aulas de português 1, também tive que estudar duas aulas de linguística 1, o mesmo com Bases da cultura ocidental e Informática, que são as matérias que estou cursando neste semestre. Eu separo, no mínimo, 2h por dia para estudar as aulas, e 1h para os textos de apoio e tem dado super certo. Portanto, não é difícil, basta se organizar certinho e seguir o cronograma. Não tem erro!

Agora vou lá estudar porque falta uma semana para as minhas provas e eu me enrolei muito nessa segunda etapa e, como não estou indo pro escritório, estou tirando o dia todo para colocar a matéria em dia. Estou sofrendo porque deixei acumular, portanto, não façam isso! rsrsrs

Se você tiver alguma dúvida, pode perguntar que farei o possível para responder.

Um grande beijo e até o próximo post.

Anúncios

O diploma na faculdade a distância.

Oi, pessoal! Tudo bem?

Tenho recebido algumas perguntas de pessoas interessadas no sistema de ensino a distância mas que se preocupam com o diploma no mercado de trabalho. Muita gente tem medo de não conseguir colocação profissional porque pensa que o ensino a distância ainda não é respeitado e ainda é visto com grande ressalva, até mesmo pelos estudantes. Esse pensamento equivocado ocorre, mas acredito que nós temos a grande responsabilidade de mudar essa visão.

Eu curso Letras na modalidade a distância numa faculdade pública, a UFF, mas cursei um período na Universo, que é uma Universidade particular, e o que soube, tanto na particular, quanto na federal, é que no diploma não constará nada a respeito da modalidade de ensino, ou seja, ninguém ficará sabendo que estudei EAD, a não ser que eu divulgue.

Na UFF fazemos uma carteirinha de estudante que nos garante todos os direitos que são garantidos aos alunos da presencial, e nela não vem nada escrito sobre EAD. Eu tenho acesso ao portal IDUFF e tenho até um endereço de email da UFF, onde recebo vários avisos da Universidade. Posso participar de projetos de iniciação científica, de oficinas de estudo da Universidade, bem como de qualquer projeto público, ou seja, tenho os mesmos direitos dos alunos presenciais. Estou cursando inglês online no my english online, curso de inglês online do Programa Inglês sem Fronteiras, uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), e minha inscrição foi feita com meu número de matrícula da UFF e meu CPF.

Vou poder mostrar para vocês, no próximo dia 31 de outubro, que participarei de uma oficina de Linguística e Línguas Indígenas no campus da UFF no Gragoatá, em Niterói. Mesmo estudando a distância, e sendo meu Pólo em Nova Iguaçu, pelo consórcio CEDERJ, posso fazer qualquer curso presencial disponibilizado na UFF. Legal, né?

Vejam que na minha declaração de inscrição não vem nada referente a EAD (omiti meu sobrenome completo e número de matrícula por medida de segurança para manter o sigilo dos meus dados cadastrais):

declaracao-blog

Como vocês podem ver, não há qualquer indicação ou tratamento diferenciado aos alunos do curso a distância. Para ser muito sincera eu tenho o maior orgulho de estudar a distância e faço questão de mostrar às pessoas as vantagens de fazer EAD. Acho o curso muito mais puxado, confortável e com uma qualidade espetacular. Não tenho nenhum problema em dizer que sou aluna do curso a distância e faço o possível para ajudar a levantar a autoestima dos futuros profissionais que se formarão como eu.

Os conselhos que eu deixo aqui é que você procure uma instituição confiável, que te deixe seguro do que está fazendo e que te garanta uma boa formação, que você busque o conhecimento com todo afinco, e se dedique muito ao que você pretende fazer. Estudar sozinho não é moleza como podem pensar alguns, não existe a facilidade de todos os dias encontrar colegas e professores que falem e respirem os assuntos ligados às matérias, essa dedicação você vai ter que procurar sozinho. Por isso eu criei esse espaço e tenho a minha página no facebook e o meu instagram, para interagir com outros alunos e me sentir participante do mundo acadêmico. Isso me dá força para prosseguir e funciona como um “pátio de universidade”, onde nos encontramos para trocar ideias acerca do curso.

Nos próximos posts darei dicas de estudo solitário, e como eu faço para me sentir mais presente no universo acadêmico.

Espero que esse post tenha sido útil. Se você tiver qualquer dúvida ou sugestão, deixe nos comentários ou entre em contato comigo por email, ou através das redes sociais.

Um grande beijo e até a próxima.

UPDATE: Fui informada que no verso do diploma consta um carimbo indicativo de curso EAD, conforme foto abaixo, extraída de um grupo no facebook, que foi postada por uma aluna do curso de Pedagogia da UERJ. Como eu ainda não tenho o meu diploma, não posso atestar como ficará o da UFF, mas acredito que seja parecido, o que me deixa cheia de orgulho!

13087891_1018456624898166_134309839413475053_n
foto extraída da internet

Primeiro bimestre da faculdade

Oi, pessoal! Tudo bem?

Terminei as primeiras provas da faculdade e, sinceramente, não sei o que dizer. Achei as provas fáceis, e é justamente esse o meu medo porque já percebi que os professores são do tipo “acertou a questão mas não escreveu o que eu queria”, portanto, não sei o que esperar.

Neste primeiro bimestre vimos a parte mais básica de Linguística, estudamos quase todo o livro do Saussure. Em Português, vimos coesão e coerência textuais de forma bastante aprofundada, a matéria ficou enorme e foi a que mais me surpreendeu pois achei a prova muito fácil. Em bases da Cultura Ocidental vimos a Épica e a Lírica gregas. Eu amo essa matéria, gente, é a que eu mais gosto até agora na faculdade.Consegui ler a Ilíada e a Odisseia, mas não consegui ler a Eneida, apenas alguns textos que o professor disponibilizou, que eram alguns cantos dessa Epopeia. Vimos, ainda, a Teogonia e Trabalhos e Dias, do Hesíodo, e alguns poemas de Catulo e Safo.

Imaginem se eu consegui ler alguma coisa fora da faculdade? De julho para cá, fora as leituras acima, só consegui ler:

Quando falam que na faculdade de Letras não conseguimos ler o que queremos, não é mentira. Algumas leituras da grade são tão densas, e há tantos textos de apoio, que a leitura de lazer fica prejudicada. Tudo bem que também considero a Ilíada e a Odisseia leituras prazerosas, e até estão na minha lista de 142 livros para ler até o final da faculdade, mas eu quero dizer no sentido de poder escolher minhas leituras com maior liberdade.  O bom da faculdade é o direcionamento da leitura e todos os textos de apoio que nos ajudam a ter uma visão mais histórica e crítica dos livros, isso é muito legal.

Minhas provas ocorreram no campus da Rural de Nova Iguaçu nos dias 10, 11 e 18 de setembro, e foi muito bacana encontrar o pessoal da minha turma, com quem converso todos os dias por whatsapp. Essa é uma grande diferença do CEDERJ para a Universo, lá  eu não tinha qualquer contato com os outros alunos da minha turma e as provas eram marcadas por cada aluno aleatoriamente (ou seja, a gente escolhia os dias e horários), e no CEDERJ a gente tem até uma turma certinha, isso é muito legal.

No próximo post vou mostrar para vocês as leituras do segundo bimestre da faculdade e como estou administrando (ou não) a minha vida acadêmica.

Bjks, e até mais!

PS: comprando qualquer dos livros citados através dos links respectivos vocês ajudam o blog a crescer. ^_^

 

 

 

 

 

Compartilhamento do amor

dsc_7888

Oi, pessoal! Tudo bem por aí? Aqui estou correndo com os estudos, terminando as primeiras provas da faculdade, por isso estou passando rapidinho só para avisar que, a partir de agora, estou dividindo meus materiais da faculdade de Letras da UFF EAD  (CEDERJ) com vocês. Basta acessar a aba “materiais de estudo” lá em cima, no cabeçalho do blog, que direcionará para a minha pasta do google drive.

Quem tiver qualquer dúvida a respeito pode entrar em contato comigo que farei o possível para ajudar.

Bjão e até o próximo post!

 

Oquetaconteceno?

Parei de escrever no blog, de postar no meu instagram, de atualizar a página do facebook e comecei a viver essa loucura que é o curso a distância da UFF. Mas senti tanta falta de compartilhar meu aprendizado, minhas impressões de leitura e meu dia a dia monótono, que decidi voltar (again, and again, and again).

Na verdade eu não sabia que rumo dar ao blog porque comecei a fazer resenhas não tão técnicas assim e não estava curtindo o resultado. Na verdade minha intenção nunca foi escrever resenhas super técnicas, porque eu queria apenas expressar minhas impressões de leitura de forma descontraída, eu só não soube direito como fazer isso.

Recebi uns comentários aqui no blog muito bacanas, de gente que se sentiu ajudada com alguns posts que fiz sobre a faculdade da Universo e sobre o sistema do CEDERJ. Isso me deu uma baita motivação pra voltar a escrever no blog, mas decidi mudar a forma como estava utilizando minhas redes sociais. Sei lá,  isso me parece normal, a gente mudar a forma de se expressar até encontrar o nosso jeitinho. Acho que isso se dá porque a gente vê outras histórias de sucesso e pensa que imitando a fórmula do outro vai dar certo pra gente também, ou a gente gosta da forma como outra pessoa se expressa e o conteúdo mostrado por ela, mas pra gente apenas não funciona. E comigo foi exatamente assim, ou melhor, está acontecendo dessa forma. Na verdade eu ainda não encontrei a forma que mais gosto de me expressar e o conteúdo que mais gosto de trabalhar, mas estou na luta! rs

Vou postar mais o meu dia a dia de estudos, mostrar como funciona o ensino a dist^ncia da UFF, tentar fazer um diário de leitura, ou pelo menos um compêndio semanal disso, resenhas que forem realmente interessantes e, talvez, alguns vlogs. Minha psicóloga acha que me expor em vídeo vai ajudar a me preparar para a super exposição em sala de aula, quando a hora chegar, então vou tentar começar utilizando aquela ferramenta nova do Instagram que imita o snapchat. Acho mais prático e, como sou daquelas que come miojo pra não ter que fazer macarronada, acredito que consiga levar numa boa. Pelo menos um videozinho por dia por lá eu acho que consigo fazer, mas a ideia é começar devagar, sem tanta obrigação.

Então é isso, povo, esse bloguinho vai ficar mais oldschool porque é o que mais faz sentido para mim. Se alguém tiver ideias e quiser me passar ficarei muitíssimo agradecida com as sugestões.

Um grande beijo, e até o próximo post.

 

Voltei com novidades!

Olá, pessoa! Tudo bem?

Estou muito sumida, não é mesmo? Eu sei, eu sei… mas foi por uma boa causa!

No dia 04 de junho prestei o vestibular do CEDERJ para o curso de Letras da UFF na modalidade a distância. Eu não sabia do que se tratava esse consórcio, foi o meu marido quem me apresentou e me incentivou a tentar o vestibular. Confesso que fiz a prova sem acreditar que era possível, pois estava há mais de vinte anos longe dos bancos escolares, e passar foi uma grata surpresa para mim.

Então essa é a grande novidade para quem já me acompanha há algum tempo: agora  eu curso uma Universidade Federal e estou muito feliz!

As aulas começaram no dia 16.07.2016 e fui bombardeada com muitas informações. O método de estudo é semelhante ao da Universo, mas a quantidade de matéria é absurdamente mais extensa. Para cada matéria temos duas apostilas enormes de quase trezentas páginas, e muitos textos de apoio. Não temos muitas aulas em vídeos, apenas algumas matérias os disponibilizam, e existem as tutorias presenciais que ocorrem no Pólo, sendo que o meu fica em Nova Iguaçu porque era o local mais próximo de Niterói (que abriu vaga), então será muito difícil ir nas tutorias presenciais.

Eu já tranquei a matrícula na Universo e já pedi meu histórico escolar com a ementa das disciplinas para pedir dispensa das matérias que já cursei, pois serão disciplinas cursadas no 4º e 5º períodos. Como s]ao disciplinas mais voltadas para Educação, não vejo problema em aproveitar o que aprendi na outra faculdade e “perder” a oportunidade de estudar de novo.

Neste primeiro período temos apenas quatro matérias e não podemos “puxar” outras. No início eu não gostei muito da ideia mas agora vejo o quanto isso é importante pois o volume de matérias na UFF é absurdo, e tem um ritmo muito diferente, sendo necessário começar devagar para acostumar.

Primeiro período de Letras da UFF 2016.2.

  • Bases da cultura ocidental (BCO)
  • Português 1
  • Linguística 1
  • Informática

Para informática temos 10 aulas presenciais, devendo comparecer a pelo menos 50% delas, que são obrigatórias. Mas podemos fazer um teste de proficiência para pedir dispensa das aulas, e eu logo agendarei o meu. É uma matéria que serve, basicamente, para ensinar a mexer no sistema.

Em BCO veremos toda a cultura Greco-Romana e Judaico-Cristã, o que significa que vou passar pelas obras de Homero e Virgílio, e estudarei bastante sobre a Idade Média. Como não amar? Já estou apaixonada!

Por conta dessa reviravolta na minha vida, precisei mexer nos meus projetos literários. Atualmente estou lendo A Montanha Mágica, do Thomas Mann e A Viagem, da Virgínia Woolf, mas vou desacelerar o ritmo para focar mais nas leituras da faculdade porque separei alguns livros da bibliografia básica do curso e outros da minha escolha para servirem de apoio aos meus estudos.

Livros de apoio da bibliografia do curso:

ilíada
Ilíada, de Homero, história estudada em BCO.
odisseia
Odisseia, de Homero. História estudada em BCO.
eneida
Eneida, de Virgílio. História estudada em BCO.
Como_a_Igreja_Ca_4b8d5201b1932
Livro indicado na bibliografia básica de BCO.
o outono da idade média
Livro que comprei e não vejo melhor oportunidade para começar a ler.
gramatica
Gramática indicada na bibliografia básica de Português 1.
textos-basicos-de-linguagem---de-platao-a-foucault
Livro indicado na Bibliografia básica de Linguística.
saussure
Livro indicado na bibliografia básica de Linguística 1.

Ainda falta organizar essas leituras e conjugá-las com o planejamento de estudo semanal pois eu realmente quero dar tudo de mim nesse curso porque foi uma escolha pessoal, feita com muita paixão. Em outros posts falarei mais sobre métodos de estudos e como tem sido minha adaptação nessa nova realidade numa Universidade Federal.

Quem tiver alguma dúvida e quiser perguntar algo sobre o consórcio CEDERJ, fique à vontade.

Até mais, pessoal.

 

Primeiras notas da faculdade

Oi, pessoal! tudo certinho?

Hoje vou apresentar para vocês a minha primeira grande vitória, pois saíram as notas das minhas primeiras provas da faculdade e eu posso dizer que estou muito feliz com os resultados.

Para quem cursa a mesma faculdade que eu, Universo, e ainda não sabe mexer no painel, vou mostrar abaixo um passo a passo para facilitar.

Eu já falei nesse post sobre a forma de avaliação, mas não sei se ficou bem explicadinho, então vou repetir.

A nota máxima a ser alcançada é 10.0, sendo que a participação nos fóruns (Fórum 1 e Fórum 2 de cada disciplina) valem nota máxima 3.0, e as duas provas valem 7.0, a A1, que é toda objetiva, com dez questões valendo 0,7 cada uma, e a segunda prova, A2, com cinco questões objetivas e duas discursivas, também valendo 7,0.  A média para alcançar aprovação é 6.0 e é feita somando-se os 3.0 pontos do Fórum mais a nota da prova. Sendo assim, para a primeira avaliação tenho a nota do Fórum (até 3.0 pontos, de acordo com minha participação) mais a nota da prova (até 7.0 pontos, de acordo com o número de acertos). A segunda avaliação, que começará daqui a duas semanas, será a A2, mas já estou participando do Fórum 2 para compor a primeira parte da nota da A2. No final soma-se  A1 + A2 e terei a média final. Se a média for abaixo de 6.0, ou se eu não me sentir satisfeita com ela, posso fazer uma terceira prova valendo 10 para somar a uma das provas e assim aumentar a média. Todas as provas são feitas no campus da faculdade com agendamento prévio, somente os fóruns eu realizo de casa.

Então vamos ao passo a passo para o painel que dá a informação das notas das disciplinas:

LOGIN
Primeiro a gente faz o login nesse endereço, com o número de matrícula e a senha.
PAINEL PRINCIPAL
Você cai direto nesse painel que tem a opção de notas e faltas para visualizar. Clicando ali onde está a seta em vermelho você vai cair no painel seguinte.
ESCOLHER CURSO
Aqui você clica onde está essa seta, para selecionar o curso que você está fazendo. No meu caso, Letras com licenciatura em Português e Literatura.
PRIMEIRAS NOTAS
E aqui está a minha primeira vitória! Didática, 9,5; Direito 10.0; Fundamentos das Ciências Humanas e Sociais 9,5; Língua Portuguesa 9,5; Metodologia da Pesquisa 7,0 e Psicologia 9,5.

Como vocês podem ver eu não me dei bem na disciplina de metodologia porque eu realmente não gosto dessa disciplina, apesar de entender a sua importância. Por causa disso, estou me dedicando mais a essa matéria que as outras, sem prejudicar os estudos. Estou apenas empenhando maior esforço nessa disciplina pois quero aumentar essa média e tentar igualar às outras. Para isso eu vou ter que fazer a A3, não vai ter jeito.

Quanto á disciplina de Seminário Integrador, trata-se de um trabalho feito em casa e enviado para o professor: fazer um plano de aula com um dos tema sugeridos. Eu ainda não fiz, e preciso correr com isso para não embolar com as provas pois o prazo para envio é até o dia 01/05/2016 . =P

Então é isso, pessoal. Passei na primeira etapa com notas excelentes mas, apesar de ter  alcançado uma nota acima da média na disciplina de metodologia, não alcancei meu objetivo, que seria uma média A, então terei que me esforçar ainda mais.

Posteriormente farei um post com dicas de estudo e como me organizo para as provas, mas primeiro quero testar bastante meu métodos e trarei para vocês o que mais funcionar para mim.

Até logo!

 

Dica de Filme: Como Estrelas na Terra, Toda Criança é Especial.

Oi, pessoal! Tudo certinho?

Realizei as primeiras provas da faculdade e tudo que posso dizer é: eu sobrevivi!

Sinceramente, quando ingressei no curso pensei que as provas seriam bem fáceis, mas me enganei e essa foi uma grata surpresa, porque eu não queria ter a sensação de que este curso é feito pra qualquer um passar, eu gosto de ser bem avaliada e saber que, se passei nas provas, foi por merecimento.

Bem, as notas ainda não saíram, mas assim que eu tiver o resultado contarei para vocês. ^_^

Em psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem recebemos como atividade substitutiva do Fórum 2, que inicia no dia 04 de abril, uma sugestão de filme para responder a um questionário. Eu sou muito ansiosa, e já me antecipei e assisti esse filme logo que recebi a indicação dele na disciplina, mas ainda não respondi o questionário, e deixei pra fazer isso aqui no blog, com vocês! Claro que para enviar o trabalho para a professora, vou incrementar, mas já fica aqui a minha dica de filme com a resenha em forma de questionário.

Como-estrealas-na-terra

Clique para assistir o Filme.

A ideia central do filme é a de que cada criança tem um talento e uma dificuldade que deverá ser superada com a ajuda de um professor atencioso e que esteja realmente disposto a ajudar. O filme mostra de forma sensível que a criança precisa do professor para ajudá-la a vencer suas limitações, e o professor precisa ficar atento para descobrir os múltiplos talentos dos alunos.

A primeira escola não foi capaz de identificar o problema de dislexia que Ishaan portava, então tentou aplicar-lhe métodos ortodoxos de aprendizagem que desestimularam o aluno e não proporcionaram-lhe o verdadeiro aprendizado.

Ishaan não prestava nenhuma atenção às  aulas porque ele não compreendia a maneira de ensinar que os professores apresentavam.  Sua família ficava decepcionada porque Ishaan não conseguia aprender e não conseguia identificar o real problema. A família culpava Ishaan, quando, na verdade, a escola era culpada por não ser capaz de identificar suas necessidades especiais de aprendizado.

Ao ser transferido para a segunda escola, Ishaan enfrentou algumas dificuldades. A maior dificildade para Ishaan, na minha opinião, e a que mais me chamou atenção foi a comunicação. Ele não conseguia comunicar para os professores as suas dificuldades, e os professores não estavam atentos, nem preocupados, com as dificuldades de Ishaan e transferiam para ele  a culpa pela dificuldade no aprendizado.

O método de aprendizagem utilizado na segunda escola baseava-se na exposição das matérias e aplicação de provas, e os alunos que não participavam das aulas e não alcançavam o resultado esperado eram punidos com castigos físicos. Tais métodos não contribuíam para a aprendizagem porque limitavam a criatividade dos alunos e não eram métodos flexíveis, ou seja, tais métodos não permitiam que alunos com necessidades especiais alcançassem o aprendizado pretendido pela escola.

Tudo transcorria de maneira caótica e desesperadora para Ishaan, quando a escola recebeu um professor de artes substituto. Esse novo professor identificou o problema de Ishaan e inseriu a forma lúdica de ensino, permitindo aos alunos exercerem sua criatividade. O professor novo também passou a cuidar pessoalmente do ensino de Ishaan,  atendendo às suas necessidades especiais. É lindo de se ver, eu aconselho assistir esse filme com lenços porque é muito emocionante.